Sim, temos motivos para comemorar. Salvamos pessoas, diminuímos sofrimentos, melhoramos a qualidade de vida delas, trazemos esperança. E isso é um privilégio que todo profissional de medicina carrega consigo por toda a vida com muito orgulho e satisfação. A classe médica goza da admiração e do respeito da sociedade e tem sido representada por excelentes nomes no município de Anápolis. Aqui se encontram especialistas de todos os tipos e praticamente não se faz necessário buscar auxílio em outras cidades e estados para obter tratamento.

Entretanto, como toda classe, existem problemas. Em especial, no trato com o poder público. Em todas as esferas de poder, seja Federal, Estadual ou Municipal, o Legislativo e o Executivo buscam formas de diminuir gastos e promover a saúde para o maior número de pessoas. Entretanto, no Brasil, essa economia não tem sido feita de forma inteligente. Novos processos administrativos, tabelas defasadas e condições precárias de trabalho se fazem presentes na nossa rotina, sobrecarregando e desmotivando o médico, além de prejudicar o atendimento aos seus pacientes.

Nesse momento, o Sindicato dos Médicos de Anápolis (Simea) trava uma luta pelos direitos da categoria junto ao município de Anápolis. Foi preciso coragem para declarar uma greve no dia 15 de outubro. Ninguém quer ver esses profissionais deixando de atender pessoas. Desinformada, parte da sociedade não apoia o movimento. Assim como aqueles que se beneficiam das práticas adotadas pela gestão local. Entretanto, a medida, dura, foi absolutamente necessária para que os médicos recebam seu devido valor e para que os pacientes tenham as mínimas condições de atendimento.

Seguimos firmes no nosso propósito de conseguir esses objetivos e dar a Anápolis o destaque na Saúde que ela merece. Neste dia especial, o sindicato espera que a forma como a pasta conduz sua política seja revista e que em breve seja selado um acordo que contemple todos nós.

Fonte: https://www.instagram.com/p/CVLglPsrA9Z/?utm_medium=share_sheet?

DIRETORIA DO SIMEA