O SINDICATO DOS MÉDICOS DE ANÁPOLIS torna pública A MOÇÃO DE REPÚDIO à falsa acusação de covardia externada ontem pelo Prefeito de Anápolis, ROBERTO NAVES E SIQUEIRA aos médicos servidores públicos municipais que questionaram a determinação da Secretaria de Saúde Municipal de trabalharem sem os equipamentos de proteção individual, bem como de realizarem procedimentos para os quais não foram treinados.

A categoria esclarece à população Anapolina que jamais se furtou a realizar suas obrigações, especialmente neste momento de epidemia pelo COVID-19.

O fornecimento de condições de trabalho aos profissionais de saúde não é apenas questão de respeito ao ser humano, mas uma obrigação de um administrador público, que se utiliza de acusação irresponsável para se furtar do cumprimento de suas obrigações.

O que limita a atuação do médico é a capacidade técnica de realização de procedimentos sem a habilitação específica, que colocará em risco a saúde do paciente, além de expor o profissional à infração ao Código de Ética Médica.

Este momento de crise é de união pelo bem comum e não aproveitar para jogar a população contra a categoria para encobrir a má gestão que tem causado o sucateamento da saúde no Município.

Anápolis, 28 de março de 2020.

Anexos para download